segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Cavaco Silva (baixo rendimento) vs brutais despesas



O que eu posso dizer sobre estas declarações?


Um país com 95% da população que tem um vencimento que não excede os 2.500 euros, um país que tem uma das taxas de desemprego mais altas da Europa (previsão de 13% para 2012), um pais que tem apresenta uma das mais evidentes desigualdades de classes com uma classe média cada vez mais pobre e debilitada e um país que tem um nível de vida cada vez mais baixo (com um ordenado minimo nos 485 euros mensais).



                                               


Ora bem, Cavaco Silva declarou em 2009, mais de 140 000 euros em pensões, com 283 mil euros de rendimentos auferidos! Para além das pensões, Cavaco tinha um rendimento dependente anual de 142.375,70 euros (o salário de Presidente da República, do qual acabou por abdicar por imposição legal, optando por ficar com as pensões) e ainda uma pequena parcela de rendimento independente, de 21,42 euros.

 



Para além disto, declarou depósitos a prazo em três bancos (no BCP, BPI, CGD) que totalizavam 560 mil euros e depósitos à ordem (nos mesmos três bancos e ainda no Montepio) que ultrapassavam os 56 mil euros. Tinha também fundos de investimento e ações diversas: do BPI, BCP, Brisa, Comundo (Consórcio Mundial de Importação e Exportação, SA), EDP, Jeronimo Martins, PT, SAG, Sonaecom e ZON.


Cavaco Silva indicou ainda ser o proprietário de prédios em Boliqueime e na Quarteira e de uma garagem em Lisboa.





Agora, eu posso estar a ser esquisito, mas não estaria o nosso Presidente a ser sarcástico, quando falava na obrigatoriedade dos Portugueses pouparem?

Um comentário:

Carolina disse...

Outro que não sabe o que diz. E outro que está a gozar com a cara de todos nós e a tentar fazer de nós parvos. Sim, quando a reforma mínima é de 254 euros, a dele realmente não é nada... Sinceramente -.-